Em Cacoal, candidatura de advogado é aposta na elevação de debate na Câmara

O advogado Paulo Henrique inicia esta atividade de conscientização política falando de mandato participativo, do seu currículo e da sua família.

O candidato, que é filiado ao PTB, não se vangloria por ser ficha limpa. “Honestidade não se promete, se pratica” destaca.

Ele apresentou um projeto político que consiste na construção coletiva de mandato e a luta incansável por direitos. Acredita na justiça social e na construção de uma nova cultura política.

Católico, Paulo Henrique, 36 anos, que também é jornalista, já lecionou na Unesc e atuou em projetos sociais para preparatório de concurso público. Atualmente exerce a advocacia na cidade de Cacoal. É pai da Maria Clara, filho da Dona Marli (Bairro Paineiras), irmão do Éder e do Deibton José.

“Vim de família humilde. Meu pai era frentista (saudoso José Joaquim, popular ‘Bigode’) e minha mãe empregada doméstica. Sempre me identifiquei com pessoas simples. Daí minha paixão pelos produtores rurais que compõem a agricultura familiar da capital do café”, enfatiza.

O causídico informou que apresentou seu nome para elevar o debate na Casa de Leis em defesa da cidadania.

“Por uma cidade melhor, um vereador de verdade. Faço compromisso com a população em cumprir a Constituição Federal e a Lei Orgânica deste município, legislar e fiscalizar as matérias competentes à gestão municipal e atuar com transparência. Minha missão será incentivar a participação popular e colocar os interesses coletivos acima dos individuais”, destacou.

ASSESSORIA