Operação GAECO denuncia deputados por verbas indevidas

Deputados e servidores são acusados de restituições indevidas de recursos

Na quarta-feira (16/9) o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público do Estado de Rondônia ofereceu denúncia ao Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia, contra os envolvidos na Operação Dissimulação. A Operação desmontou esquema criminoso de restituição indevida de gastos com saúde pessoal a Deputado Estaduais da Assembleia Legislativa de Rondônia.

A denúncia foi realizada contra cinco envolvidos, entre eles um Deputado Estadual, um médico cirurgião plástico e sua secretária, um advogado e uma profissional de enfermagem, pelos crimes de organização criminosa, tentativa de embaraços às investigações, falsidade ideológica, uso de documento falso e peculato.

No decorrer das investigações, comprovou-se que o parlamentar denunciado submeteu-se à cirurgias estéticas, e apresentou notas e laudos médico os quais registravam intervenções cirúrgicas de natureza diversa, ocasionou o deferimento do pedido de ressarcimento pela ALE.

Apurou-se que os envolvidos na organização criminosa, produziram diversos documentos de conteúdos falsificados, dentre eles: prontuários médicos, laudos e notas fiscais, sendo auxiliados ilicitamente por um advogado, com a finalidade de garantir a restituição indevida ao parlamentar, a fim de desviarem dinheiro público, para empedir as investigações deflagradas pelo MPRO.

(Com informações do MP)

diariodaamazonia.com.br