Fundador da Assembleia de Deus em Cacoal morre de covid-19 aos 76 anos

Rondônia foi surpreendida nesta quinta-feira com a morte do Pastor Nels dos Santos, pioneiro em Cacoal, e responsável pela fundação da Igreja Assembleia de Deus no município, entidade que dirigiu até 1991, quando mudou-se para Vilhena e posteriormente para Ariquemes, onde dirigia a Assembleia de Deus daquele município.

De acordo com o laudo médico, o pastor faleceu em decorrência do novo coronavírus. Ele estava internado há 16 dias no Centro de Afecções Respiratórias (CAR) e precisava passar por hemodiálise e doação de sangue. O pastor havia completado 76 anos no último dia 12 de setembro.
O presidente da Convenção de Ministros das Assembleias de Deus de Rondônia, pastor Nelson Luchtenberg lamentou a morte desse valorosa pastor, em áudio distribuído aos demais pastores e à comunidade. Nelson Luchteberg sucedeu ao pastor Nels em Cacoal, em 1991. Em nota, a Assembleia de Deus em Ariquemes confirmou e lamentou a morte do pastor através de nota emitida nas redes sociais.

O pastor estava internado desde o dia 02 de setembro e segundo os médicos, teve 50% dos pulmões comprometidos e precisou ser entubado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Nels dos santos era presidente da Assembleia de Deus em Ariquemes e 2° vice-presidente do Convenção Estadual dos Ministros das Assembleias de Deus em Rondônia (Cemaderon).

A morte do pastor é sentida não apenas por sua família, mas por toda a família assembleiana de Rondônia e por pessoas de todos as religiões, que o admirava pela sua simplicidade, fervor religioso e ética cristã.