SAAE receberá investimento de R$ 47 milhões e não será privatizado

Entrevista presidente do SAAE- resposta ao deputado estadual Adailton Fúria


Jadir Roberto Hentges, presidente do Serviço de Água e Esgoto (SAAE)
O presidente do Serviço de Água e Esgoto (SAAE), Jadir Roberto Hentges, rebateu declarações do deputado estadual e pré-candidato a prefeito de Cacoal Adailton Fúria (PSD), que afirmou na última terça-feira (08) na sessão parlamentar da Assembleia Legislativa que a autarquia está sendo sucateada com o intuito de ser privatizada. Em entrevista o presidente respondeu algumas das afirmações do parlamentar.

Site: O deputado estadual Adailton Fúria, afirmou que a população de Cacoal está desabastecida de água em residências, e que não há justificativa.O que está ocorrendo?

Jadir: Esse momento de estiagem é normal o aumento de água que é consumido, agregado a isso tem várias obras de saneamento básico sendo realizadas no município que acabam por romper algumas redes e com isso acaba trazendo esse transtorno temporário por mais que nossas equipes estejam acompanhando tentando minimizar os danos, trabalhando o mais rápido possível. Além disso, ainda temos a pandemia, em que a população está ficando mais tempo em casa, então o consumo aumentou. Em relação ao desabastecimento é bom salientar que isso ocorreu somente em uma parte da cidade e não em sua totalidade, tivemos que fazer a substituição de um registro em uma adutora, um trabalho complexo que perdurou por mais de 14 horas e com isso causou o desabastecimento dessa rede, voltando à normalidade em todas as localidades em 72 horas pela extensão da rede. Fizemos então um rodízio de manobras de registro para direcionar a água para pelo menos uma parte dos bairros afetados, aqueles que não foram abastecidos pela rede, fizemos o abastecimento de casa em casa das caixas d’água com o apoio do caminhão pipa.

Site: O deputado afirmou que o SAAE está sendo sucateado com o intuito justificar uma privatização da autarquia.Isso realmente está acontecendo?

Jadir: O SAAE é um patrimônio em que a administração e a sociedade repudiam qualquer tipo de privatização, não há mínima possibilidade de isso acontecer jamais. É bom salientar todos os investimentos que estão sendo feitos desde o início da gestão de 2017 até agora, e as projeções que ainda tem para o ano que vem, quem investe o que nós temos investido não pensa em privatizar. Isso foi uma inverdade que foi criada com o intuito de confundir a população.

Site: Segundo o parlamentar, não está havendo investimentos para acompanhar o crescimento da população cacoalense, mesmo tendo sido reajustada a tarifa da água. Onde está sendo investido o que é arrecadado?

Jadir: Só de saneamento básico e esgotamento sanitário estamos investindo mais de R$ 4 milhões para concluir a extensão do saneamento básico dos bairros Conjunto Halley, Josino Brito, jardim Itália, Novo Cacoal e que teve contrapartida de mais de R$ 1 milhão de reais. Estamos investindo mais de R$ 1 milhão oriundos de recursos próprios no bairro Santo Antônio, esgotamento sanitário no bairro São Marcos, compra e instalação de bombas anfíbias, recuperação das bombas antigas, recuperação da balsa onde ficam essas bombas, restruturação do laboratório, restruturação elétrica da lagoa de tratamento, instalação de aeradores, são vários investimentos que foram feitos que não condizem com quem quer sucatear. Não investiríamos tanto dinheiro para deixar nas mãos de uma empresa privada. Quanto a afirmação de reajuste, não é verdadeira pois o último reajuste na tarifa de água foi na gestão passada, mais precisamente no inicio de 2016, de lá para cá não houve nenhum reajuste. Tanto que a menor tarifa do Estado de Rondônia e da região Norte é a tarifa de Cacoal, comparada com os municípios vizinhos temos uma diferença de até 40% do valor mínimo, ou seja, estamos muito abaixo do valor da tarifa de muitos municípios e também a melhor água da região Norte.

Site: Quais investimentos e ações do SAAE você gostaria de destacar além das citadas?

Jadir: Existe um projeto macro de R$ 47 milhões que vai atender toda a demanda da população por um período de 30 anos, independente do aumento de bairros. Inicialmente o Governo Federal nos liberou e já está empenhado o valor de R$7 milhões com a ajuda do Senador Marcos Rogério, e está trabalhando para serem liberados mais R$ 5,5 milhões, que será investido na nova estação de tratamento, estamos só aguardando a autorização do Ministério de Cidades para poder licitar. Iremos mudar toda a concepção de distribuição de água no município, hoje a água é bombeada o que causa rompimento das redes, maioria dessas redes existem a mais de 35 anos, da época da antiga Funasa. Nesse projeto novo a distribuição será toda por gravidade, o que irá acabar com esses rompimentos. Quero agradecer e destacar também o trabalho de todos os servidores do SAAE que trabalham diuturnamente, as equipes trabalham 24 horas em alguns momentos, tentando restabelecer o abastecimento quando há algum tipo de rompimento, que não medem esforços, pois eles sabem o quanto a população necessita com urgência de água.

Fonte: tudorondonia