Presos tiveram febre e devem ficar em isolamento por sete dias, até a realização do teste rápido. Em todo o estado, mais de 270 apenados já foram diagnosticados com a doença.

Onze detentos que cumprem pena no mini presídio de Cacoal (RO) estão com suspeita de estarem com o novo coronavírus. Os apenados foram colocados em isolamento.
Segundo a direção do presídio, os 11 presos tiveram febre em um dia, e não apresentaram mais sintomas no dia seguinte. No entanto, por precaução, os pacientes foram mantidos em isolamento.

Ainda foi informado que os detentos estão sendo monitorados diariamente e sendo medicados. Eles devem ficar sete dias em isolamento para poder fazer o teste rápido, dentro do próprio presídio.
As visitas estão suspensas no mini presídio desde o início da pandemia, e por isso a direção do local não descarta a possibilidade dos apenados estarem com outra doença. Entretanto, existe um grande fluxo de servidores e de presos na unidade, o que pode ter levado o vírus para o local.

Segundo o boletim do sistema penitenciário de Rondônia, no estado foram registrados 275 casos de Covid-19 entre detentos, sendo que 196 já estão curados. Um óbito foi registrado. Em todo o Brasil, de acordo com dados do Conselho Nacional de Justiça, o número de casos ultrapassa 19 mil, e 150 mortes.

Fonte: REDE AMAZÔNICA