Após reunião, DER faz reforma no aeroporto de Vilhena: pátio recebeu recuperação asfáltica

Foi realizada nesta semana a primeira fase de reforma do aeroporto Brigadeiro Camarão, em Vilhena. A obra havia sido solicitada em uma reunião há pouco mais de 15 dias no local, que contou com a participação de diversas autoridades do Município e do Estado. A Secretaria Municipal de Turismo, Indústria e Comércio (Semtic) se empenhou em cobrar, acompanhar e intermediar os debates acerca das condições do aeroporto junto de diversos órgãos estaduais e federais para que estas e outras melhorias se tornassem realidade. Os trabalhos, executados pelo DER (Departamento de Estradas de Rodagem e Transportes do Estado de Rondônia), envolvem a recuperação do pátio de estacionamento das aeronaves com camadas de revestimento asfáltico.

Compromisso firmado pelo Departamento no dia 25 de junho (relembre aqui: http://www.vilhena.ro.gov.br//index.php?sessao=b054603368vfb0&id=1411555), o reparo é uma das exigências feitas por órgãos de controle e também pela companhia aérea Azul, que opera na cidade, mas está com voos suspensos para o município. Atendendo aos pedidos do secretário municipal de Turismo, Indústria e Comércio, Marcondes Cerrutti, bem como do vice-governador Zé Jodan, dos deputados estaduais Luizinho Goebel, Rosângela Donadon, do vereador Rafael Maziero e de diversos empresários e autoridades envolvidas nos trâmites, o diretor do DER, Elias Rezende anunciou diversas melhorias no local.

Marcondes aponta que uma cerca deverá ser construída no local, que é de grande importância para a Economia, Saúde, Indústria, Turismo e Comércio locais. “Foi refeito o pátio de estacionamento das aeronaves, que era uma das uma das exigências da Azul. Agora estamos trabalhando com o DER para agilizar o processo que se encontra com a SAC (Secretaria de Aviação Civil) para a licitação da cerca que envolve a pista, que é mais uma etapa a ser cumprida para que o nosso aeroporto possa voltar com as atividades”, reitera Marcondes.

Normas da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) também determinam os reparos. De acordo com o responsável pelo DER em Vilhena, Diego Delani, os serviços foram executados em parceria com a residência do DER de Ji-Paraná. O Governo do Estado explica que no espaço recuperado do pátio foram aplicadas 25 toneladas de massa asfáltica CBUQ (Concreto Betuminoso Usinado a Quente) por máquina vibroacabadora.

MAIS BENFEITORIAS – Conforme garantiu o DER, o aeroporto de Vilhena também deve receber, através da Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) a instalação do novo de balizamento noturno, de um novo PAPI (Indicador de Percurso de Aproximação de Precisão) nas cabeceiras 03 e 21, instalação de biruta e de farol rotativo.

O Governo explica também que será feito processo de certificação do aeroporto e mudança de operação das Regras de Voo por Instrumentos (IFR), além do início dos estudos para implantação dos Planos de Identificação do Perigo da Fauna (IPF) e Programa de Gerenciamento do Risco da Fauna (PGRF), documentos esses necessários e exigidos para a certificação junto a órgãos reguladores.

O aeroporto de Vilhena também receberá, segundo o Estado, as obras de expansão de pátio com mais posições de estacionamento de aeronaves, sendo uma posição para o modelo B737-800, três posições para A-319, duas posições para ATR 42-300 e dez posições para aviação em geral. Conta ainda no planejamento do Governo a construção de terminal de passageiros modelo M2, implantação de acesso viário, construção de estacionamento de veículos e pintura da sinalização horizontal da pista de pouso e decolagem.