Em Cacoal, rede pública conta com testes rápidos para doenças sexualmente transmissíveis

Os exames podem ser feitos gratuitamente na rede pública, o processo é rápido e os resultados dos testes são revelados em menos de 30 minutos
Uma parceria entre os governos federal, estadual e municípios de Rondônia disponibiliza na rede pública de saúde testes rápidos para a detecção de diversas doenças sexualmente transmissíveis. Com a pandemia do novo coronavírus e o isolamento social, a procura pelos testes tem diminuído, mas a importância de procurar por este serviço é constante e não pode ser deixada de lado.

É por isso que, rotineiramente, o Governo de Rondônia envia para todas as cidades do estado os testes de HIV, sífilis e hepatites B e C. Toda a população rondoniense tem acesso ao serviço e pode procurar as unidades básicas de saúde de seus municípios para a realização dos testes.

Na região do Café, a distribuição dos exames é feito pela 2ª Gerência Regional de Saúde em Cacoal. Todos os seis municípios da regional, Ministro Andreazza, Pimenta Bueno, Espigão D’Oeste, Primavera de Rondônia, São Felipe D’Oeste e Cacoal, oferecem os exames na rede municipal. O processo é rápido e simples e os resultados dos testes são revelados em menos de 30 minutos.

“Fazer o teste e saber o resultado é um passo decisivo tanto para a saúde da própria pessoa como de seus companheiros. É uma responsabilidade de cada indivíduo. Em caso de resultado positivo, os pacientes são encaminhados para iniciar o quanto antes o tratamento nos serviços de referência”, destaca o gerente regional de saúde em Cacoal, Jair José da Rocha.

Tanto os exames de HIV, sífilis e hepatites B e C devem ser feitos quando a pessoa se expõe à situações de risco, como praticar sexo sem camisinha, ou ainda compartilhamento de seringas, agulhas, lâminas de barbear, alicates de unha e outros objetos que furam ou cortam.

É importante destacar que a sífilis tem cura e existe uma vacina para prevenir a hepatite B. Mas muito mais do que isso, a preocupação com a saúde, tomar os cuidados necessários para evitar o contágio ou a transmissão de doenças sexualmente transmissíveis e a busca por exames e tratamento o quanto antes possível é uma responsabilidade individual e necessária.

“O governo do Estado, por meio da Sesau (Secretaria de Estado da Saúde), não só disponibiliza o teste rápido para a detecção destas doenças, como oferece o tratamento e todo o acompanhamento do paciente, através da parceria com o governo federal e municípios. É uma ação conjunta para garantir a saúde da população, mas isso deve partir de cada pessoa. Cabe ao cidadão procurar pelo serviço que está à sua disposição”, disse o gerente regional de saúde.

Fonte
Texto: Giliane Perin
Fotos: Giliane Perin e arquivo Secom
Secom – Governo de Rondônia